quinta-feira, 11 de março de 2010

O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA AMOR

Gente, fazia tempo que eu não postava...mas aqui estou novamente....e com um topico bem interessante a todas nós. O AMOR! Qual o verdadeiro significado dessa palavra que tantos falam, pronunciam em vão. Muitos sentem realmente, um sentimento profundo, que ate doí. Mas qual o verdadeiro amor? O de marido e mulher? O de mãe pra filho? O do cão pelo seu dono?
Muita gente confunde os primeiros sentimentos(paixão) com o amor. Aqueles sentimentos de posse, ciumes, ou mesmo aqueles que ficamos horas esperando os primeiros encontros, aquele telefonema, quando ouvimos aquelas palavras que esperamos tanto ouvir.
Mas o amor é um sentimento que vem com o tempo, ao meu ver, aquele que te deixa tranquila, feliz, quando você faz sem esperar receber e recebe sem esperar.

AMOR:
Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e enviar os estímulos sensoriais e psicológicos necessários para a sua manutenção e motivação.


 
Atração física


Na atração física reside os nossos instintos atrelados ao nosso estado fisiológico como as necessidades sexuais, prazer e perpetuidade da espécie.



Paixão

A paixão é um forte sentimento que se pode tomar até mesmo como uma patologia provinda do amor. Manifestada a paixão em devida circunstância, o indivíduo tende a ser menos racional, priorizando o instinto de possuir o objeto que lhe causou o desejo. Sendo assim, o apaixonado pode transcender seus limites no que tange a razão e, em situações extremas, beira a obsessão.



Essa atração intensa e impetuosa está intimamente ligada à baixa de serotonina no cérebro: substância química (neurotransmissor) responsável por vários sentimentos e patologias, dentre eles a ansiedade e o estresse; a depressão e a psicose obsessiva-compulsiva.



Amor Interpessoal

O Amor Interpessoal se refere ao amor entre os seres humanos. É um sentimento mais potente do que um simples gostar entre duas ou mais pessoas. Sem amor refere-se aos sentimentos de amor que não são reciprocidade. Amor Interpessoal é mais associado com relações interpessoais. Tal amor pode existir entre familiares, amigos e casais. Há também uma série de distúrbios psicológicos relacionados ao amor, como erotomania.



Alguns sentimentos que são frequentemente associados com Amor Interpessoal:

Carinho: sentimentos de ternura e / ou querendo proximidade física

Atração: satisfazer necessidades básicas emocionais

Altruísmo: altruísta ou altruísta preocupação para outrem

Reciprocidade: se o amor é recíproco

Compromisso: um desejo de manter o amor

Intimidade emocional: a troca de emoções e sentimentos

Amizade: o espírito entre amigos

Parentesco: laços familiares

Paixão: desejo constante, sentido via modificação do ritmo cardíaco

Intimidade física: compartilhamento do espaço pessoal e íntimo

 Auto-interesse: quando se visa recompensas

Serviço: desejo de ajudar

A sexualidade pode ser um elemento importante na determinação da forma de um relacionamento. Enquanto a atração sexual, muitas vezes, cria um novo vínculo sexual. Esta intenção, quando isolada, pode ser considerada indesejável ou inadequada em certos tipos de amor. Em muitas religiões e sistemas de ética é considerada errada, a maneira de agir sobre desejo sexual para com a família de forma imediata. Como por exemplo: para as crianças, ou fora de um relacionamento empenhado. No entanto, há muitas maneiras de expressar amor apaixonado sem sexo. Afeto, intimidade emocional, partilha de interesses e experiências são comuns nas amizades e amores de todos os seres humanos.
A Teoria Triangular do Amor de Sternberg


Na Teoria Triangular do Amor, o amor é caracterizada por três elementos: intimidade, paixão e compromisso. Cada um destes elementos pode estar presente em um relacionamento, produzindo as seguintes combinações:



Conexão ou amizade (intimidade)

Infatuation ou limerence (paixão)

Empenho amoroso (empenho)

Amor romântico (intimidade + paixão)

Compromisso amoroso (intimidade + empenho)

Amor Fático (paixão + empenho)

Amor Comsumado (intimidade + paixão + empenho)

Estilos de Amor

Susan Hendrick e Clyde Hendrick desenvolveram uma Escala de Atitudes Amorosas baseados na teoria de Alan John Lee, teoria chamada Estilos de amor. Lee identificou seis tipos básicos em sua teoria. Nestes tipos as pessoas usam em suas relações interpessoais:



Eros (amor) - um amor apaixonado fundamentado e baseado na aparência física

Psiquê - um amor "espiritual", baseado na mente e nos sentimentos eternos

Ludus - o amor que é jogado como um jogo; amor brincalhão

Storge - um amor afetuoso que se desenvolve lentamente, com base em similaridade

Pragma - pragmática amor, amor que visualiza apenas o momento e a necessidade temporária, do agora.

Mania - amor altamente emocional; instável; o estereótipo de amor romântico

Ágape - amor altruísta; espiritual

Um comentário:

  1. Ola!!
    Tem um tempinho que conheci seu blog e gostei das coisas que vc escreve, pois vejo que escreve com o coração e com muito sentimento. Gostei muito dessa sua ultima postagem. Ai o amor, amor que dói, amor que mata, amor que faz sonhar e ser feliz. O que seria de nós sem o amor?... Eu sou uma pessoa que vive em função dele, seja nas mais simples coisas da vida, se não tiver amor, não se tem graça de nada.
    Parabens pelo blog e pela bela postagem
    Bjos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...